quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Estreias da Semana (21/09 a 27/09)

Oito filmes entram em cartaz nesta quinta-feira nos cinemas brasileiros, e o destaque é Mãe!, suspense dramático de Darren Aronofsky, com Jennifer Lawrence. Para quem gosta de suspense de ação, as opções são O Sequestro, com Halle Berry, Esta é a Sua Morte, com Josh Duhamel e Giancarlo Esposito, e O Assassino - Primeiro Alvo, com Dylan O'Brien. Do cinema europeu tem os franceses A Garota do Armário e Rodin, e fecham a lista ainda os nacionais Divórcio e Pendular. Confira:

Mãe!

Uma mulher (Jennifer Lawrence) pensa que terá um final de semana tranquilo com o marido em casa, mas de repente começam a chegar várias pessoas na residência dos dois. Isso faz com que o casamento deles seja testado das mais variadas maneiras.

Mother!, Estados Unidos, 2017.
Direção: Darren Aronofsky
Duração: 115 minutos
Classificação: 16 anos
Drama / Suspense

O Sequestro

Uma mulher (Halle Berry) trabalha como garçonete e se vira para cuidar de seu filho pequeno. Certo dia, o menino é sequestrado e a mãe parte numa luta desesperada para reencontrá-lo, enquanto tenta conseguir o dinheiro do resgate.

Kidnap, Estados Unidos, 2017.
Direção: Luis Prieto
Duração: 81 minutos
Classificação: 14 anos
Drama / Suspense

Esta é a Sua Morte

Adam Rogers (Josh Duhamel) apresenta um reality show em que mulheres têm a chance de se casar com um milionário. Na grande final, a candidata preterida não se conforma e se mata ao vivo. A equipe do programa acaba vendo nessa situação um potencial novo reality em que os participantes podem se suicidar no palco.

This is your Death, Estados Unidos, 2017.
Direção: Giancarlo Esposito 
Duração: 104 minutos
Classificação: 18 anos
Drama / Suspense

O Assassino - O Primeiro Alvo

O jovem Mitch Rapp (Dylan O’Brien) enfrenta uma tragédia, e para lidar com isso ele aceita ser recrutado pela CIA. O agente veterano Stan Hurley (Michael Keaton) fica responsável por treinar Rapp, que se transforma num espião. No entanto, aos poucos o jovem agente descobre o real motivo de seu recrutamento.

American Assassin, Estados Unidos, 2017.
Direção: Michael Cuesta
Duração: 105 minutos
Classificação: 16 anos
Ação / Suspense

A Garota do Armário

A adolescente Anouk passa uma semana no trabalho da mãe como parte de uma tarefa escolar. Ela acompanha de perto a rotina dos funcionários e se surpreende com a forma nada ética como a mãe atua na empresa.

Maman a Tort, Bélgica/França, 2017.
Direção: Marc Fitoussi
Duração: 110 minutos
Classificação: 16 anos
Drama

Rodin

Cinebiografia conta a história do escultor francês Auguste Rodin (Vincent Lindon). Ele conhece Camille Claudel, que se torna assistente do artista. Não demora para os dois se aproximarem e Camille vira musa e amante de Rodin. Mas o relacionamento é tempestuoso, por causa da infidelidade dele.

Rodin, Bélgica/França, 2017.
Direção: Jacques Doillon
Duração: 119 minutos
Classificação: 16 anos
Biografia / Drama / Romance

Divórcio

Noeli (Camila Morgado) e Júlio (Murilo Benício) leva uma vida humilde e muito amorosa. Os dois criam um molho de tomate chamado Juno, que é um sucesso nos supermercados. Eles enriquecem, abrem uma empresa, mas esquecem de se dedicar ao relacionamento, que acaba entrando em crise.

Divórcio, Brasil, 2017.
Direção: Pedro Amorim
Duração: 105 minutos
Classificação: 12 anos
Drama 

Pendular

Um artista plástico e uma bailarina namoram e decidem morar juntos em um galpão. Eles se amam, mas se conhecem muito pouco. A convivência vai relevando as necessidades de cada um. Caso eles não consigam encontrar um equilíbrio, a relação pode ferir muito cada um deles.

Pendular, Brasil, 2017.
Direção: Julia Murat
Duração: 108 minutos
Classificação: 18 anos
Drama

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Estreias da Semana (14/09 a 20/09)

Oito filmes estreiam nesta quinta-feira, e a lista possui dois destaques entre os filmes americanos: Feito na América, com Tom Cruise, e o terror Amityville: O Despertar. Do cinema europeu o destaque é Glory, co-produção entre os cinemas búlgaro e grego. Entre os principais nomes ainda está o brasileiro As Duas Irenes, filme de estreia de Fábio Meira que venceu o prêmio de melhor roteiro no Festival de Gramado mês passado. Confira a lista completa:

Feito na América

Nos anos 1980 o piloto Barry Seal (Tom Cruise) decide se arriscar ao contrabandear drogas e armas para a CIA e também para o cartel de Medellín, na Colômbia. É no aeroporto de Mena, no Arkansas, que Barry encontra o lugar ideal para realizar seus negócios ilícitos, facilitados por figurões do alto escalão como o então governador Bill Clinton.

American Made, Estados Unidos, 2017.
Direção: Doug Liman
Duração: 115 minutos
Classificação: 14 anos
Ação / Biografia / Comédia

Amityville: O Despertar

Uma família está de mudança e vai morar numa casa em Long Island, nº 112, da Ocean Avenue. O que ela não imagina é que o lugar é assombrado e é o mesmo endereço em que foram praticados os assassinatos originais de Amityville.

Amityville: The Awakening, Estados Unidos, 2017.
Direção: Franck Khalfoun
Duração: 85 minutos
Classificação: 16 anos
Terror

Columbus

Jin (John Cho) vai até Columbus, em Indiana, pois seu pai foi internado e está em coma. Ele conhece uma mulher que está cuidando da mãe viciada. Os dois começam a explorar os pontos de destaque arquitetônico da cidade e expõem seus sentimentos.

Columbus, Estados Unidos, 2017.
Direção: Kogonada
Duração: 100 minutos
Classificação: 14 anos
Drama

O Que Há de Nozes 2

O esquilo Surly Squirrel é louco por nozes e adora aprontar todas ao lado dos amigos. Mas essa turminha precisa deixar a diversão de lado quando o malvado prefeito de Oakton decide demolir o Liberty Park para construir um parque de diversões perigoso.

The Nut Job 2: Nutty by Nature, Canadá/Estados Unidos, 2017.
Direção: Cal Brunker
Duração: 91 minutos
Classificação: Livre
Animação 

Glory

Um trabalhador ferroviário encontra milhões em notas de dinheiro nos trilhos e como recompensa, a assessora do Ministério de Transportes lhe dá um relógio. Tudo isso é para servir de distração para cobrir um caso de corrupção, transformando a vida do trabalhador num caos.

Slava, Bulgária/Grécia, 2017.
Direção: Kristina Grozeva e Petar Valchanov
Duração: 101 minutos
Classificação: 12 anos
Drama

Em Defesa de Cristo

O jornalista investigativo Lee Strobel é ateu e seu casamento entra em provação quando sua esposa começa a seguir a religão católica. Ele é contra a atitude da mulher e então decide fazer uma reportagem para tentar provar que Deus não existe.

The Case for Christ, Estados Unidos, 2017.
Direção: Jon Gunn
Duração: 112 minutos
Classificação: 12 anos
Drama

As Duas Irenes

Irene tem 13 anos e tem uma família muito tradicional. Por isso, ela fica muito surpresa quando descobre que seu pai teve um relacionamento fora do casamento. Como se não bastasse, a jovem fica sabendo que ele tem outra filha, também chamada Irene e com 13 anos.

As Duas Irenes, Brasil, 2017.
Direção: Fabio Meira
Duração: 89 minutos
Classificação: 14 anos
Drama

Deserto

Um grupo de artistas leva uma vida nômade no sertão nordestino, onde faz suas apresentações. Ao chegar numa cidade abandonada eles veem a oportunidade de começar a vida do zero, formando uma comunidade. No entanto, essa nova forma de convivência revela o pior de cada um.

Deserto, Brasil, 2017.
Direção: Guilherme Weber
Duração: 100 minutos
Classificação: 14 anos

domingo, 10 de setembro de 2017

Crítica: Uma Mulher Fantástica (2017)


Vencedor do Urso de Prata de melhor roteiro no Festival de Berlim 2017 e escolhido para representar o Chile no próximo Óscar, Uma Mulher Fantástica (Una Mujer Fantastica), do diretor Sebastian Lélio (Glória, 2013), aborda de forma primorosa as dificuldades que os transsexuais enfrentam nessa sociedade preconceituosa em que vivemos.




A trama conta a história de Marina (Daniela Vega), uma mulher trans que trabalha de garçonete e sonha seguir carreira como cantora lírica. Estável e bem resolvida, ela vive em um apartamento de Santiago com Orlando (Francisco Reyes Morandé), um homem mais velho que a ama como ninguém nunca jamais havia amado.

Tudo ia bem com os dois, que planejavam um futuro juntos como qualquer casal, mas bem no dia do aniversário de Marina, Orlando acaba falecendo, vítima de um aneurisma. A partir deste momento, a vida de Marina muda de cabeça para baixo. Por causa de seu gênero, todos a tratam com preconceito, como se a dor de perder alguém que amava já não fosse suficiente. Como Orlando caiu da escada enquanto passava mal, o corpo acabou ficando com diversos hematomas, e todos, principalmente a família de Orlando, que nunca aceitou a relação dos dois, acaba acusando Marina de ter tido responsabilidade na sua morte. 



Além de ter que provar sua inocência, a maior luta de Marina ao longo do filme, no entanto, é para se despedir do corpo de Orlando. A família não quer de forma alguma que ela chegue perto do velório, e quando ela tenta fazer isto, é escorraçada violentamente. É triste analisar que este tratamento se deu apenas por ela ser transsexual, o que fica claro nos xingamentos dos familiares. Sua condição os impede de enxergá-la como um ser-humano provido de sentimentos, e infelizmente isso é uma realidade que Marinas espalhadas pelo mundo vivenciam diariamente.

O filme possui momentos belíssimos, como quando Marina aparece nua, deitada em uma cama, com um espelho entre as pernas onde aparece apenas seu rosto. O simbolismo nesta cena é impressionante, e traz uma reflexão contundente sobre identidade de gênero. Uma Mulher Fantástica se sobressai ainda por trazer uma atriz que é transsexual, e que possivelmente, em algum momento de sua vida, deve ter passado por preconceitos parecidos com a da personagem. Isso dá ainda mais vida à história contada.


sábado, 9 de setembro de 2017

Crítica: Como Nossos Pais (2017)


Consagrado no Festival de Gramado de 2017, Como Nossos Pais, da diretora Laís Bodanzky, cativa o espectador pela sutileza em abordar assuntos aparentemente simples, porém extremamente complexos, como a relação familiar, o autoconhecimento, e o papel da mulher na sociedade moderna. 



Meio-dia de domingo, família reunida, almoço especial. Tinha tudo para ser um dia animado, mas na família de Rosa (Maria Ribeiro) isso é complicado. Em meio às discussões banais e trocas de farpas já tão comuns, uma revelação é feita pela mãe de Rosa, Clarisse (Clarisse Abujamra), de forma fria e direta: seu pai, Homero (Jorge Mautner), não é seu pai de verdade. E é a partir desta descoberta que ela começa a reavaliar todas as suas escolhas e a procurar um verdadeiro sentida pra vida.

Rosa é um exemplo do cotidiano de uma mulher urbana, casada, e beirando os quarenta. Mãe de duas filhas pequenas, ela se vira do jeito que pode para fazer tudo por elas, contando com pouca ajuda do pai, o antropólogo Dado (Paulo Vilhena), que mesmo sendo presente com as filhas se mostra desligado e pouco prestativo nas tarefas diárias. Esse descompromisso de Dado com a vida de casado acaba desgastando a relação, criando brechas para infidelidades e brigas contantes entre os dois.




Entre as diversas questões abordadas pelo filme está a necessidade que temos, diante das diversidades e surpresas da vida, de abrir mão de algo por um bem maior. Quanto cada um de nós está disposto a perder para se estabelecer de alguma forma? E num casamento, quanto cada um está disposto abrir mão para fazer dar certo no final?  Sempre citando a peça Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen, o filme traça um paralelo entre a vida de Rosa e a da personagem principal da peça, que largou tudo que tinha para recomeçar a vida do zero. Quantas vezes Rosa pensou em fazer o mesmo? E quantas Rosas existem por aí?

Ainda sobre Rosa e sua mãe, no começo elas parecem mais inimigas do que mãe e filha, mas a relação evolui ao longo do filme e mostra que, no fim, Elis Regina estava certa ao cantar que "ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais". Só aprendemos a entender as atitudes dos nossos pais quando também nos tornamos pais e repetimos os mesmos erros.



Focando nas relações humanas e suas nuances, Como Nossos Pais pode ser considerado, possivelmente, o melhor filme nacional do ano. A naturalidade com que as coisas transcorrem em cena se dá não só pela direção competente de Bodanzky mas também pelas atuações de todo o elenco. Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra estão impecáveis nos papéis de duas mulheres incrivelmente fortes, enquanto Paulo Vilhena demonstra mais uma vez o porque de ser um dos melhores atores do cinema brasileiro.


quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Estreias da Semana (07/09 a 13/09)

Sete filmes estreiam nesta quinta-feira em todo o Brasil, e o destaque é It: A Coisa, releitura do clássico de 1990, It: Uma Obra Prima do Medo, baseado no livro de Stephen King. Para quem gosta do cinema alternativo, a boa pedida é Uma Mulher Fantástica, novo trabalho do argentino Sebastián Lelio. Do cinema nacional tem Polícia Federal - A Lei é Para Todos, que mostra os bastidores da operação lava-jato. Confira:

It: A Coisa

Pennywise (Bill Skarsgård) é uma criatura sobrenatural que costuma aparecer encarnando o Palhaço Dançarino, um assassino de crianças. Ele chega a cidade de Derry, no Maine, para atormentar um grupo de crianças, que precisam enfrentar seus medos para escaparem da morte.

It, Estados Unidos, 2017.
Direção: Andrés Muschietti
Duração: 135 minutos
Classificação: 16 anos
Suspense / Terror 

O Jantar

Dois irmãos e suas respectivas esposas marcam um jantar num restaurante, mas o momento não é de diversão. Cada casal tem um filho e os adolescentes cometeram um crime. Agora, esse jantar é onde será tomada a decisão sobre o futuro dos jovens.

The Dinner, Estados Unidos, 2017.
Direção: Oren Moverman
Duração: 120 minutos
Classificação: 16 anos
Drama 

2:22 - Encontro Marcado

Dylan é controlador de voo e quase causa a morte de passageiros de dois aviões que por pouco não se chocam no aeroporto. Esse caso ocorreu exatamente às 2:22 da tarde, e com o passar dos dias Dylan percebe que estranhos acontecimentos e acidentes começam a acontecer no mesmo horário.

2:22, Austrália/Estados Unidos, 2017.
Direção: Paul Currie
Duração: 98 minutos
Classificação: 12 anos
Romance / Suspense 

Até Nunca Mais

O cineasta Jacques Rey (Mathieu Amalric) se apaixona pela artista Laura (Julia Roy) e os dois acabam se casando, para a surpresa dos amigos dele. Jacques adora motos e alta velocidade e acaba morrendo num acidente. Devastada, Laura começa a ver o fantasma do marido e fica sem saber se isso é realidade ou fantasia da sua cabeça.

À Jamais, França/Portugal, 2017.
Direção: Benoit Jacquot
Duração: 83 minutos
Classificação: 14 anos
Drama

Uma Mulher Fantástica

A garçonete transexual Marina namora um homem bem mais velho. Certa noite ele passa mal e Marina o leva para o hospital. O namorado acaba morrendo, e agora a garçonete tem de lidar com essa ausência e o desprezo da família dele.

Una Mujer Fantástica, Alemanha/Chile/Espanha/Estados Unidos, 2017.
Direção: Sebastián Lelio
Duração: 104 minutos
Classificação: 14 anos
Drama

Polícia Federal - A Lei é Para Todos

A Polícia Federal realiza a operação Lava Jato, investigando casos de corrupção, envolvendo esquemas na Petrobras, empreiteiras e políticos do Brasil. A ação começa com quatro investigações interligadas sobre doleiros e, aos poucos vai se transformando no maior combate à corrupção que os brasileiros já testemunharam.

Polícia Federal - A Lei é Para Todos, Brasil, 2017.
Direção: Marcelo Antunez
Duração: 110 minutos
Classificação: 12 anos
Ação / Drama / Suspense

Lino - Uma Aventura de Sete Vidas

Lino é um cara que leva uma vida sem graça e ele não suporta mais o trabalho. Ele usa uma fantasia de gato gigante e anima festas infantis. As crianças judiam muito de Lino até o dia em que pede ajuda para um mago. No entanto, Lino acaba se transformando num gato gigante de verdade.

Lino - Uma Aventura de Sete Vidas, Brasil, 2017.
Direção: Rafael Ribas
Duração: 93 minutos
Classificação: Livre
Animação